TEDE Universidade Católica de Santos Programa de Pós-graduação Mestrado em Saúde Coletiva
Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.unisantos.br/handle/tede/7925
Type: Dissertação
Title: Aspectos e perspectivas do direito ao acesso à informação sobre prevenção ao HIV entre adolescentes e jovens nas escolas
Author(s): Barboza, Daniele Cristina
First Advisor: Zucchi, Eliana Miura
First member of the board: Zucchi, Eliana Miura
Second member of the board: Unsain, Ramiro Fernandez
Third board member: Nascimento, Luiz Sales do
Abstract: Introdução: O enfrentamento ao HIV tem sido um desafio mundial há mais de 40 anos. Grande parte da sociedade está envolvida, com grande esforço, a fim de conter a disseminação do vírus e promover uma melhor qualidade de vida para as pessoas que vivem com o HIV. O direito ao acesso à informação sobre prevenção ao HIV entre adolescentes e jovens nas escolas, é primordial nesse enfrentamento. Esse trabalho busca identificar os direitos inter-relacionados nesse cenário sob o quadro dos direitos humanos. Objetivo: Identificar o cenário do direito ao acesso à informação sobre prevenção ao HIV entre adolescentes e jovens nas escolas. Procedimentos metodológicos: Foi realizada uma revisão de escopo usando a estrutura de Arksey e O'Malley. Busca na base de dados bibliográficas Pubmed para identificar estudos sobre a informação sobre HIV entre adolescentes e jovens na escola. O recorte temporal contemplou as publicações entre o período de 2011 a 2022. A busca na base de dados resultou em 1.187 publicações, com produções científicas envolvendo diversos contextos regionais não somente do Brasil, sendo realizada a leitura na integra dos 30 artigos selecionados. Para a extração das categorias, utilizou-se do modelo proposto por Gruskin, Mills e Tarantola (2007), seguindo uma lógica dedutiva orientada pelos conceitos da disponibilidade, acessibilidade, aceitabilidade, qualidade e resultados. Para análise dos resultados foi utilizado o quadro dos Direitos Humanos. Resultados: Os estudos analisados foram realizados entre os anos de 2003 e 2019, devido a intervenção que durou 7 anos e agrupados por continentes: Africano (16 artigos), Asiático (6 artigos), americano (4 estudos), europeu (4 estudos). As populações estudadas incluíram predominantemente estudantes e alguns estudos também professores e informantes-chaves selecionados propositalmente. Poucos estudos informaram a religião, sendo o mais citado, o cristianismo. A maioria dos estudos (23) foram qualitativos. Discussão: Após análise dos resultados emergiram quatro categorias: (1) Disponibilidade (oferta de recursos disponíveis pelas escolas aos adolescentes e jovens com relação às informações sobre prevenção ao HIV), (2) Acessibilidade (informações ensinadas para os adolescentes e jovens nas escolas), (3) Aceitabilidade (informações ensinadas para os adolescentes e jovens nas escolas), (4) Qualidade (melhor nível de evidência, de acordo com o padrão ouro da ciência). Conclusão: Percebemos lacunas diante do cenário do direito ao acesso à informação sobre prevenção ao HIV entre adolescentes e jovens nas escolas sendo necessário o debate intersetorial com o governo e sociedade civil. Ações estratégicas e direcionadas ao público jovem são necessárias para que escolas possam colaborar, ainda mais, no desenvolvimento de pessoas conscientes de seus comportamentos e práticas, livres de julgamentos e discriminação, por meio de estratégias culturalmente mais significativas para os adolescentes e jovens.
Abstract: Introduction: Tackling HIV has been a global challenge for over 40 years. A large part of society is involved, with great effort, in order to contain the spread of the virus and promote a better quality of life for people living with HIV. The right of access to information on HIV prevention among adolescents and young people in schools is essential in this confrontation. This work seeks to identify the interrelated rights in this scenario within the scope of human rights. Objective: To identify the scenario of the right of access to information on HIV prevention among adolescents and young people in schools. Methodological Procedures: A scoping review was performed using the Arksey and O'Malley framework. Search the Pubmed bibliographic database to identify studies on HIV information among adolescents and youth in school. The time frame included publications between the period 2011 to 2022. The search in the database resulted in 1,187 publications, with scientific productions involving different regional contexts not only in Brazil, and the full reading of the 30 selected articles was carried out. For the extraction of categories, the model proposed by Gruskin, Mills and Tarantola (2007) was used, following a deductive logic guided by the concepts of availability, accessibility, acceptability, quality and results. To analyze the results, the Human Rights framework was used. Results: The analyzed studies were carried out between 2003 and 2019, due to an intervention that lasted 7 years and grouped by continents: African (16 articles), Asian (6 articles), American (4 studies), European (4 studies) . The populations studied predominantly included students and some studies also purposely selected teachers and key informants. Few studies reported religion, the most cited being Christianity. Most studies (23) were qualitative. Discussion: After analyzing the results, four categories emerged: (1) Availability (offer of resources available by schools to adolescents and young people regarding information on HIV prevention), (2) Accessibility (information taught to adolescents and young people in schools), (3) Acceptability (information taught to adolescents and young people in schools), (4) Quality (best level of evidence, according to the gold standard of science). Conclusion: We perceive gaps in the scenario of the right to access information on HIV prevention among adolescents and young people in schools, requiring an intersectoral debate with the government and civil society. Strategic actions aimed at young people are necessary so that schools can collaborate, even more, in the development of people aware of their behaviors and practices, free from judgments and discrimination, through more culturally significant strategies for adolescents and young people.
Keywords: prevenção HIV; informação; educação; adolescente
HIV prevention; information; education; adolescent
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Language: por
Country : Brasil
Publisher: Universidade Católica de Santos
Institution's Acronym: Católica de Santos
Department: Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Saúde
Program: Mestrado em Saúde Coletiva
Citation: BARBOZA, Daniele Cristina. Aspectos e perspectivas do direito ao acesso à informação sobre prevenção ao HIV entre adolescentes e jovens nas escolas. 2022. 76 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Santos, Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde Coletiva, 2022
Type of Access: Acesso Aberto
URI: https://tede.unisantos.br/handle/tede/7925
Issue Date: 25-Aug-2022
Appears in Collections:Mestrado em Saúde Coletiva

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
daniele cristina barboza.pdfDissertação_Mestrado em Saúde Coletiva403.03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.